Maria Thereza do Amaral

Posts Tagged ‘voar’

Voar.

In E... on 9 de dezembro de 2014 at 15:50

E um dia vi que ele poderia voar.

Para mim.

Nos meus sonhos.

Nas minhas visões.

voar 1

 

voar 2

voar 3

Anúncios

Voar. Voar.

In E... on 9 de dezembro de 2014 at 15:49

Ele voou faz tempo.

Coração pesado.

Apesar de ser pura luz.

Alma límpida.

Mas conturbada.

voar 4

 

voar 5

Para meu avô-passarinho.

In E... on 9 de dezembro de 2014 at 15:49

E um dia vi que ele poderia voar.

Para mim.

Nos meus sonhos.

Nas minhas visões.

.

Ele voou faz tempo.

Coração pesado. Apesar de ser pura luz.

Alma límpida. Mas conturbada.

.

E ele voou, mas foi um voo pesado, complicado, em meio a água, luz, ar e céu.
E voou pesado ainda muito tempo depois.

Mas agora o voo é etéreo, significativo, quase sideral. Mas não leve, meu avô nunca foi dado a levezas.

Mas é fluído.

Para meu avô-passarinho, que nunca conheci, linda alma límpida-conturbada,
mas com luz suficiente para iluminar uma galáxia.

E agora ele sabe disso. E voa. Para todo lugar.

o aviador

Sem.

In E... on 28 de novembro de 2012 at 1:08

Ainda irei para algum lugar que jamais fui. Ainda farei algo que jamais fiz. Ainda sentirei algo que não devia … e não me alterarei por isso. Ainda voarei longe, para muito além de qualquer lugar que eu poderia ir.”

Ainda serei capaz de ir atrás de uma folha desgarrada que voa. Sem destino. Sem direção. Só pelo prazer de ir. E voltar. E encontrar tudo no lugar. E saber que encontrarei tudo no lugar que deveria estar.

Por que é esta a questão: será que quando eu voltar, tudo terá se quebrado? Dissolvido? Sumido na bruma?
Tudo sempre se quebra/dissolve/some.

E as vezes dói tanto que eu desisto de tentar. Apago. Erase. Deleto. E eu permaneço exatamente no mesmo lugar.

É como se a possibilidade não existisse.

Mas ela existe, e faz parte de minha natureza. E eu começo a sonhar … a sonhar em ir… a voar de novo…

.

Antes de …sonhar…

In E... on 7 de julho de 2011 at 3:39

.

.

Antes você voava alto e via nuvens no céu.

Ia e vinha num estado constante de sonho,

O que lhe valia constantes reprovações

Antes você achava que o azul do céu não tinha fim

Que ia, ia e ia, até chegar além das estrelas

O que lhe trazia uma constante vontade de ir além, e além, e muito longe.

Antes você olhava o mar e ia e vinha com as ondas,

Brincava de mergulhar na sua espuma,

E via sereias e tritões brincando na superfície.

Você agora virou adulto.

Não sonha, não ri, não brinca, não voa.

Ou faz isso, sim, quando bebe.

Quando …

Mas nunca mais fez isso sóbrio e acordado.

Não, isso não é ser adulto, criança, ou o que quer que seja.

Isso é morrer.

Com o corpo inteiro e andando.

Mas morto.

.

.

Luzes

In E... on 15 de fevereiro de 2011 at 5:40

“A luz me cegava e fascinava, eu fugia e a procurava ao mesmo tempo. Mas fui chegando perto e vi milhares de seres brilhando: brilhei também.”

Mas eram vagalumes, milhares, brilhando, formando desenhos geométricos e iluminados e me deu vontade de voar, brilhar, viajar por céus e luas, por quintais que não fui, por casas que não morei, por estradas que me esperam.

E eu fui. Leve, flutuando de luz e esperança, acreditando em… mim?
E acreditando em mim, senti ser capaz de ir. Viajar. Voar. Amar.

E escrever.
Escrever como pode ser possível voar, ver milhares de luzes brilhando, viajar e estar aqui.
Escrever. Escrevendo. Fluindo por palavras. Fluindo.

Por que a luz que me cegava veio a mim. E fiz as pazes com ela.

Brilhei também.

.

Sem …

In E... on 3 de agosto de 2009 at 13:02

.

“Ainda irei para algum lugar que nunca fui. Ainda farei algo que nunca fiz. Ainda sentirei algo que não devia … e não me alterarei por isso. Ainda voarei longe, para muito além de qualquer lugar que eu poderia ir.”

Ainda serei capaz de ir atrás de uma folha solta que voa. Sem destino. Sem direção. Só pelo prazer de ir. E voltar. E encontrar tudo no lugar.

Continue lendo »

voar…

In Twitter on 6 de julho de 2009 at 20:00

.

Apoio ou muleta.
Igualdade ou dependência.
Voar ou ficar rodando em círculos inúteis…

.

%d blogueiros gostam disto: