Maria Thereza do Amaral

Posts Tagged ‘noite’

Noite

In E... on 25 de fevereiro de 2010 at 1:36

MY NIGHT DREAMS-MOOLIGHT OVER DESERT, upload feito originalmente por HORIZON.

.

Noite.

E parece que para mim tudo fica mais claro.

Eu sonho.

E vejo que meus olhos se recusam a ver quando estou acordada.

Noite, sonhos, visões… esperanças…?

Quando acordo tudo fica tão brilhante,

Tão sem nitidez,

Tão sem rumo…

.

Anúncios

Eu vou…

In E... on 14 de agosto de 2009 at 23:33

.

Eu vou…[1]

.

Afundo na noite,

rápido, profundamente.

Vou entrando em lugares que não conheço, sentindo sensações que nunca senti.

Escuro, denso e  não me assusto, não estranho, não recuo.

O rosto que vai aparecendo me é tão estranho quanto conhecido.

Não o via há séculos.

.

Eu ando pela cidade como se fosse meu quintal.

As ruas são minhas.

As movimentadas, as desertas, as que a lua ilumina.

Olho as pessoas e elas passam por mim.

Deslizam.

É o meu domínio.

.

Eu ando pela minha vida, agora, como se surfasse.

Águas quentes, águas geladas, águas calmas, águas encarpadas.

Meu lugar.

Meus espaços.

Minhas realidades.

.

Não sei para onde vou, com quem vou (não … ?), quando,

Mas vou seguindo a noite.

Finalmente achei uma das noites mais luminosas da minha vida (existência…?).

.


[1] I’m covered in rain – http://www.youtube.com/watch?v=89L86yWdWkg

.

.

.

Dia escuro, noite clara

In Twitter on 1 de julho de 2009 at 13:33

.

Dia escuro, noite clara.
Pensamentos que vão a vários matizes e voltam ao princípio.
Sonhos e realidades.

.

A noite esconde coisas

In E... on 21 de abril de 2009 at 14:10

A noite esconde coisas.

A noite mostra coisas.

Estou ficando como a noite,

Enxergo coisas que nunca vi,

Não vejo coisas que sempre enxerguei.

Um ser mutante, cheguei ao limite de minha transformação.

Mutei.

Barulhos ocultos.

O medo do que sei que vem,mas não sei o que será.

O medo do que não conheço.

A falta de fé.

A sensação de vertigem a beira do abismo,

Que pode ser da altura de um degrau…

O que vejo: a mim, aos outros, ou os dois ?

O medo que pesa no coração,

medo do desamparo,da solidão.

Medo da ilusão barata,

De falhar comigo,

Do estanque medíocre,

De ver o que não é.

Medo da ajuda equivocada,

do simpático “não-entender”,

do ego desinformado,

de não entender.

Equívoco, entender, ilusão, falha.

A roda do conhecimento.

E da felicidade.

.


%d blogueiros gostam disto: