Maria Thereza do Amaral

Posts Tagged ‘mar’

Comportas.

In E..., Fotos on 20 de outubro de 2011 at 2:24

evening mood

 

São comportas… grandes, pesadas, quase imóveis…

Aprisionam de tal maneira que a realidade some, ou muda, ou talvez se esconda.

Fico olhando horas para elas… como podem segurar o mar desta forma, como podem dominá-lo…

E a resposta que me vem é quase óbvia:

Não é a comporta que domina o mar, é o mar que se deixa dominar…

.

.

Anúncios

Ao longe.

In E..., Fotos on 20 de outubro de 2011 at 2:22

Roadblock...

 

Ao longe um farol.

Ao longe, algo que lembra eternidade, avançando o horizonte, seguindo e seguindo e seguindo…

Ao longe, luzes são vistas.

Ao longe… eu caminhei até lá… mas… não me parece que cheguei tão longe.

Ilusões de luzes, ilusões de iluminações, ilusões de movimentos, ilusões de… são quase todas e tudo, ilusões…

.

.

O olhar…

In E..., Fotos on 20 de outubro de 2011 at 2:19

Light Tide, upload feito originalmente por Mark Cummins.

 

As vezes parece que olho tudo de tão baixo, que não vejo nada além da linha do horizonte.
.
As vezes parece que olho tudo de tão alto, que também parece que não vejo nada além da linha do horizonte.
.
Talvez o que eu precise, mais que perspectiva, é de iluminação, um farol, faróis.
.
Talvez eu deva parar de procurá-los e deixá-los vir até mim.
.
Talvez…
.
.

Vida.

In E..., Fotos on 27 de agosto de 2011 at 22:07

.
life
.
.
.

E é aqui, no mar, que vida se junta a vida e forma o mundo.

.

.

.

Mar

In E..., Fotos on 14 de agosto de 2011 at 3:34
Carpe Diem …, upload feito originalmente por pantherinia_hd Anna A..
.
.
.
Mas vou seguindo,
Com as nuvens,
Sobre as nuvens,
Através das nuvens…
E não quero voltar.
.
.
.

Vida e mar

In E..., Fotos on 14 de agosto de 2011 at 3:33
Seagulls mobbing behavior, upload feito originalmente por B℮n.
.
.
.
Mas vejo vida,
Vejo mar,
Vejo luzes,
E volto.
Mas em outro patamar,
em outra volta da infinita espiral…
.
.
.

Ao caminhar.

In E... on 19 de abril de 2011 at 4:29


Toronto Supermoon, upload feito originalmente por Marcanadian.

.
.

Ao caminhar, me encontro.

Ao pensar, me vejo.

Ao ver, existo.

Ao sentir, flutuo.

E a música que ouço me faz flutuar,
junto com minha alma, na imensidão azulada do mar.
.

.

.

A música que parece um vento vindo do mar.

In E... on 19 de abril de 2011 at 4:23

.

A música que parece um vento vindo do mar … suavemente denso, dançando em volta de meu corpo, indo e vindo até que volta ao mar…

Um navio que zarpa e volta, presente, contínuo, seguindo o farol e a maré.

A paixão que segue o vento, a maré, o farol e paira por cima do mar como um céu azul de primavera.

Uma música que zarpa, um navio que toca.

Uma paixão que navega, uma vida que se harmoniza.

Diapasões diferentes para os mesmos encontros.

E todos se encontram, no final do dia, no horizonte ao longo da costa.

.

http://www.flickr.com/photos/wernerjvr/2393555802/

E se demorou olhando o mar…

In E... on 17 de março de 2011 at 2:04

 

E me demoro, olhando o mar.

E me demoro, olhando a linha entre céu-mar.

Fecho os olhos e me sinto ali. E as coisas começam a fazer sentido.

 

Abaixo da linha da água, mergulho e me perco.

Sem destino, sem direção, sem limites, sem ter que chegar a lugar algum.

Sem tempo, sem lugar, sem contornos definidos.

O grande NADA, líquido, móvel, palpável.

Azul e fluído.

 

Flutuo.

E flutuando e não indo a lugar algum, vou a todos.

E flutuando e não pensando, todos pensamentos me invadem.

E flutuando e não olhando nada, consigo ver tudo.

E flutuando, sinto tudo de uma maneira tão intensa, que parece que explodo.

E flutuando, vou me sentindo tão integrada e diluída, que me torno o todo.

.

Azuis.

In Fotos on 2 de março de 2011 at 4:35

.

 

Conchas

In Fotos on 15 de fevereiro de 2011 at 5:57

.

.

.

O profundo azul do mar

In E... on 2 de fevereiro de 2011 at 2:32

.

E foi, mergulhando cada vez mais fundo, que vi os contornos indo embora.

Mergulhando fundo, num azul cada vez mais denso e escuro, fui me dissolvendo em gotas, fui me dissolvendo em moléculas, fui me juntando a todas as outras.

Mas estranhamente, ainda era eu, dissolvida(o) no éter líquido, que estava lá. Nadando, fluída(o), fazendo circunvoluções em torno de mim.

Eu podia olhar o todo e me olhar. Eu podia enxergar, da profundidade, a singularidade de cada um. Eu podia enxergar, da profundidade, como todos se fundiam, apesar de cada um ser o que era.

Mas eu sentia falta dos contornos. Eu sentia falta dos referenciais, eu sentia falta das paisagens conhecidas. Eu não sabia o que fazer, para onde ir, o que sentir.

Parâmetros, contextos, marcos, “landscapes”, “design”… sem montanhas ao longe, sem praias por perto, sem linhas d’água, sem bóias de sinalização…

Vida de verdade, não caixotes, boxes ou marcações forçadas.

Vida.

.

 

O grande azul

In E..., Fotos on 2 de fevereiro de 2011 at 2:29

.

..

..

.

.

..

.

Me vi…

In E... on 2 de fevereiro de 2011 at 2:27

.

“Me vi, reflexos e personas se juntando em uma só, no que sou agora. Não mais personas, reflexos espelhados ou o que quer que eu fosse. Agora eu sou eu.”

Mas minhas personas… o que serão? Para onde vão? Parte do que serão? Ou foram?

Os espelhos… refletiam o que?

Os reflexos.. de onde vieram? Para onde foram?

Eram reflexos, de reflexos, de reflexos… que se juntavam e me ajudavam a viver, a ser, a sentir…

Personas, vidas, várias vidas… como deixa-las ir? São parte de mim. O que fui, o que construí, o que aprendi e coloquei em prática.

Somos, em nós mesmos, grandes comunidades de prática, comunidades de personas tricotando sabedorias.

Eu quero aprender a agradecê-los por tudo que fazem e fizeram e seguir, flutuar, voar e mergulhar no grande e profundo mar azul.

.

Chuva. Mar.

In E... on 23 de novembro de 2010 at 3:14
 

High waves hit coastline of Skye, upload feito originalmente por B℮n.

.
E demoro olhando o mar.

E demoro olhando a linha entre céu-mar.

Fecho os olhos e me sinto ali.

E as coisas começam a fazer sentido.
.

Arco Íris

In E... on 6 de setembro de 2010 at 3:14

Conchas e azul

In E..., Fotos on 20 de agosto de 2010 at 4:14

.
.
.

Azul e conchas

In E..., Fotos on 20 de agosto de 2010 at 4:06
Sea Shells by the Sea Shore, upload feito originalmente por badriza.

.

Se fosse possível entrar em uma, só uma, destas conchas, eu entraria.

Perdida num mundo azul, claro, brilhante, onde nada mais chegaria até mim.

Num profundo mundo líquido e azul, cheio de claros e escuros translúcidos, densos e …

Imutáveis? Confiáveis? Estruturados? Longe de toda e qualquer superfície?

Eu não voltaria mais…
.
.

Blue

In E... on 20 de agosto de 2010 at 4:05
purple sea snails, upload feito originalmente por *omnia*.

 

Azul, blue, um azul profundamente azul,

Que penetra em minha alma e a protege.

Até de mim…

.
.
.

Azul

In E... on 17 de agosto de 2010 at 2:58

Blue Ocean, upload feito originalmente por JamesWatkins.

.
Azul.
.

%d blogueiros gostam disto: