Maria Thereza do Amaral

Posts Tagged ‘dor’

Mas mais menos um.

In E... on 29 de outubro de 2011 at 22:25

.

Mas um…de novo?

As mesmas dores, as mesmas sensações, as mesmas … as mesmas…

Não quero mais.

Chega.

Piada de mau gosto, sofrimento inútil, tempo jogado ao léu…

Não sei o que combinei, mas estou fora.

Trato desfeito.

Dói demais para continuar.

E antes que você perceba, vou passar por aquela porta e sumir, quase no ar…

.

.

Anúncios

Não vá.

In Geral on 7 de junho de 2009 at 1:41

.

Não vá.

Da última vez que você se foi, fiquei séculos sem vê-la.

Doeu.

Dói.

Pedaços meus ficaram flutuando num vórtex louco e insistiam em não voltar para mim.

Partes minhas eram líquidas, quase lágrimas, e não adquiriam mais consistência alguma.

Eu não sabia mais o que falava, o que sentia.

Eu não era mais eu.

Eu era algo montado para funcionar, e funcionava, mas nunca mais fui algo que trespaçasse a dimensão das obviedades.

Continue lendo »

Perguntas, respostas…

In Twitter on 14 de maio de 2009 at 0:23

.

.

Perguntas, respostas, dor e fuga.
Perguntas, dor.
Respostas, fuga.

.

.

Dor e limite

In Twitter on 23 de abril de 2009 at 13:22

.

Dor, limite.

O limite suportável da dor ou o limite suportável da existência?

Por que as vezes… as vezes…

A vida, aos nossos olhos e coração, se resume a isso…

.

.

Se eu planar bem alto

In E..., Músicas on 27 de fevereiro de 2009 at 14:32

.

Se eu planar bem alto,

Tão alto que não escute mais,

Não sinta mais,

Não chore mais,

Não grite mais,

Não machuque mais,

Não pense mais,

Onde estaria?

Se eu planar tão alto,

Que tudo faça sentido,

Que perguntas tenham respostas,

Que dúvidas se diluam na bruma,

Que chorar não doa,

Onde eu estaria?

Se eu planar muito alto,

Tudo que fiz fará sentido?

Tudo que pensei será bom?

Tudo que eu sonhei será banal?

Tudo que eu quis será digno?

Se eu planar muito, mas muito alto,

A dor de ser o que sou,

A dor de sentir o que eu sinto,

A dor de deixar tudo para trás,

Congelará?

.

%d blogueiros gostam disto: