Maria Thereza do Amaral

Posts Tagged ‘céu’

Antes de …sonhar…

In E... on 7 de julho de 2011 at 3:39

.

.

Antes você voava alto e via nuvens no céu.

Ia e vinha num estado constante de sonho,

O que lhe valia constantes reprovações

Antes você achava que o azul do céu não tinha fim

Que ia, ia e ia, até chegar além das estrelas

O que lhe trazia uma constante vontade de ir além, e além, e muito longe.

Antes você olhava o mar e ia e vinha com as ondas,

Brincava de mergulhar na sua espuma,

E via sereias e tritões brincando na superfície.

Você agora virou adulto.

Não sonha, não ri, não brinca, não voa.

Ou faz isso, sim, quando bebe.

Quando …

Mas nunca mais fez isso sóbrio e acordado.

Não, isso não é ser adulto, criança, ou o que quer que seja.

Isso é morrer.

Com o corpo inteiro e andando.

Mas morto.

.

.

Anúncios

Arco Íris

In E... on 6 de setembro de 2010 at 3:14

Um céu…

In E... on 30 de julho de 2010 at 3:41
ceu77, upload feito originalmente por maria amaral.

.
Sky
.
Light
.
A clear sky on a dark day.
.
Not always, but for a long enough…
.
It is time to finish.
.

Uma luz no céu…

In E... on 30 de julho de 2010 at 3:40

ceu81, upload feito originalmente por maria amaral.

.

There was a light,

But no further.

So I went away without looking back.

I went looking for that light.

You.

.

Para o céu

In E... on 5 de março de 2010 at 3:14

Total blue …, upload feito originalmente por pantherinia_hd.

.
Fico olhando para o céu todos os dias. Amanhece, anoitece.
Você não vem.
.
Desvio meu olhar, procuro na linha abaixo do horizonte e perco horas olhando.
Mas você não vem.
.
Viro, olho para as montanhas. As nuvens estão baixas. A neblina vem vindo, logo não consigo mais vê-las.
Mas você não vem.
.
Olho para o mar, as ondas estão fortes. A maré sobe e logo não há mais espaço para mim na praia, as águas tomaram tudo.
Mas você não vem.
.
Não tenho mais para onde olhar.
Não sei se vou embora, desisto ou continuo olhando e esperando.
Os motivos começam a ficar difusos, não me lembro mais porque espero você.
Não me lembro mais de você.
Seu rosto, seu corpo. Não me lembro mais.
E vem o dia que não faz mais diferença.
Não lembro mais porque esta melancolia triste me invade quando olho o mar, a montanha, o céu, o horizonte.
É algo que simplesmente existe dentro de mim e eu não sei explicar o porque.
.
Daí você aparece.
.
E eu o vejo, mais você não significa nada.
Seu olhar é intenso, seus gestos nervosos.
Mas você não significa nada.
.
E agora sou eu que vou embora.
.

%d blogueiros gostam disto: